Esse é um medo bastante comum. O impressionante é que ao longo da minha jornada no autoconhecimento achei que já tivesse superado isso. Mero engano.
Descobri que ainda tinha algo que precisava ser ressignificado.
Hoje cedo, mandei uma mensagem à Débora @agenciadb, que é responsável por desenvolver as minhas artes nas redes sociais, comentando que estava bastante atrasada no envio dos conteúdos.

O início do mês foi bem intenso por conta de uma série de atividades.

Gravei um áudio de quase quatro minutos com explicações.

Mencionei que tudo está fluindo na minha vida, mas lidar com redes sociais ainda me causa um peso. Não é leve.

Havia um conflito, pois amo contribuir. Não estava compreendendo.

Mas o que estava realmente por trás dessas explicações veio à tona.

Eu descobri que o medo do sucesso ainda estava presente em mim,.

Cheguei a me questionar:

“Será que eu tenho medo de sucesso?”

Logo após à pergunta, eu me lembrei de uma cena da minha infância.

Por volta dos meus 8 anos, participei de um desfile beneficente. Antes do desfile, as pessoas ao meu redor diziam que eu ficaria em primeiro lugar.

O que aconteceu?

Eu fiquei em segundo ou terceiro. Não me lembro ao certo.

Na época, isso me marcou muito por uma série de motivos. Achei que já tivesse resolvido, mas percebi, hoje, que ainda tinha alguns resquícios.

O que emergiu foi:

Sucesso causa dor;
Sucesso pode ser sofrido;
Sucesso causa tristeza;
Sucesso machuca.

O sentimento é de leveza por tudo isso ter vindo à consciência.

Ressignifiquei tudinho através do Thetahealing. Identifiquei os ganhos e o que estava aprendendo ao manter essas crenças limitantes relacionadas ao sucesso.

Autoconhecimento é libertador.

Últimos posts por agenciadb (exibir todos)