O livro “Livre-se das Dívidas” do educador e terapeuta Reinaldo Domingos pode ser considerado um guia que traz um passo a passo não somente para as pessoas que não estão conseguindo gerenciar as suas dívidas e já estão pagando juros, mas também para as que pretendem se comprometer com prestações, que inicialmente cabem no orçamento, mas posteriormente podem se tornar insustentáveis. O autor ao longo do livro faz o leitor refletir sobre as consequências geradas quando não se faz um bom planejamento antes de se aventurar em prestações por períodos longos e carregados de juros que causam consequências devastadoras.

Um ponto interessante levantado pelo autor é a diferenciação das dívidas de valor e sem valor. É colocado que considerar o que tem valor ou não vai da percepção de cada indivíduo, mas, segundo pesquisas, os brasileiros atribuem muito valor à casa própria e ao automóvel e, consequentemente, são os itens que mais causam insônia por conta das parcelas “intermináveis”. Por não ser feita uma avaliação criteriosa em relação ao valor financiado, as pessoas adquirem um imóvel no valor de dois ou três. O que não é colocado no papel muitas vezes, que acabam comprometendo ainda mais o orçamento, são os custos indiretos como o IPTU e o IPVA.

É fundamental se fazer um diagnóstico da vida financeira, que é um dos pilares da metodologia DSOP. Além do pilar diagnosticar, há os pilares sonhar, orçar e poupar. No livro, são dadas várias orientações no sentido de como proceder quando a situação financeira começa a sair do controle. Muitas vezes a melhor alternativa é não continuar com os bens.

Parte considerável do livro também é dedicada às dívidas sem valor, que são as aquisições de itens que comprometem parcela significativa do orçamento e que acabam não agregando valor à vida das pessoas, como esteiras ergométricas que não são usadas, roupas e sapatos adquiridos sem necessidades, compras de itens alimentícios desnecessários, além de outros bens.

Para que as pessoas não contraiam dívidas não gerenciáveis, o autor dá várias orientações para não se deixar levar pelos encantos do consumismo, como: usar o cartão de crédito com cautela para não cair na areia movediça de apenas pagar a parcela mínima do cartão, que leva cada vez mais a dívidas fora do controle; não cair nos encantos do crédito fácil; estabelecer limites para as compras; evitar o uso de cheque especial; aprender a ler o extrato bancário; além outras.

O terceiro capítulo do livro mostra em detalhes como quebrar o ciclo do endividamento. O combate a causa e o conhecimento do problema são fundamentais para se desvencilhar desse ciclo.

No final do livro são elencados os 10 mandamentos para não se endividar, que além de incluir os 4 pilares da metodologia (diagnosticar, sonhar, orçar e poupar), abordam questões de gastos, limites de cartões, cheque especial, reservas emergenciais, distinção entre itens essenciais e supérfluos e pagamentos à vista e com descontos.


Referência Bibliográfica
DOMINGOS, R. Livre-se das dívidas: como equilibrar as contas e sair da inadimplência. São Paulo: DSOP Educação Financeira. 2012.

 

Leia também...
MESADA NÃO É SÓ DINHEIRO

O livro "Mesada Não é só Dinheiro" é resultado das pesquisas realizadas no mestrado e doutorado do educador e terapeuta Leia mais...

VOCÊ CURTE FAZER UMA D.R.?

Você curte fazer uma D.R.? Discutir a Relação não é apenas para pessoas. Serve para tudo que você precisa melhorar Leia mais...

Abrir chat
Como posso te ajudar?
Powered by